Visitas do site:
Contador de visitas
Ligue o som do seu computador
ATÉ UM DIA, LUNA QUERIDA!
   

LINDA, CHARMOSA E MEIGA.

 

 

É dessa maneira que consegui definir Luna. Proprietário que fui do São Francisco Pet Shop, tive a oportunidade e a felicidade de estar com Luna, quando não algumas vezes na semana, mas, certamente todas as quintas-feiras e durante dois anos, quando ia buscá-la para tomar seu banho incomparável.

Ao abrir a porta lateral de sua casa, Luna primeiramente corria para um terreno baldio ali existente e ia fazer suas necessidades fisiológicas antes de entrar no veículo, tornando-se assim, uma rotina. Beijoqueira como ela só, era obediente ao extremo, facilitando seu banho mesmo quando da utilização do secador, quando a maioria dos cães tem certa retração devido ao barulho do motor e pelo ar quente expelido.

Com Luna era diferente. Ela gostava do ventinho que saía e sempre queria mais. Comportada na hora mais temível para os cães, com o corte das unhas, apenas me olhava com carinho. Como retribuição pelos modos com que se apresentava, e como prêmio, dava-lhe um beijo em seu focinho. Bobagem! Coisas de quem ama os animais! 

Um belo dia, eis que se nos apresenta a grande notícia! Luna viria a ser mamãe de lindos filhotes, todos tão lindos quanto ela. Tratou-os de uma maneira toda especial que somente ela poderia conceber a maravilha de cuidar de seus filhotinhos. Entretanto, meses depois, foram sendo doados e a rotina da vida, dentro de sua normalidade, voltaria a se manifestar com o encanto que Luna sabia proporcionar.

Luna era a xodó de Florência, a filhinha de Dr. Osório e Daniela, uma pequenina e encantada criatura, a qual chamamos carinhosamente de Flor. Era sua companheirinha no dia a dia e ambas se entendiam com olhares. Imagino, pela sua tenra idade, a falta que Luna fará em sua vida e nos momentos em que pensar na amiga, quando não mais atenderá pelos seus chamados. 

Também me lembro, certa vez, quando perguntado se animais teriam alma, assim se expressaria Sua Santidade, o Papa Francisco: “As Sagradas Escrituras nos ensinam que todas as coisas foram criadas pela mente e pelo coração de Deus. O céu está aberto a todas as criaturas, e lá serão investidas pela alegria e amor de Deus, sem limites”.

Por isso, Luna querida, você já brilha na eternidade e podemos encontrá-la, como que por encanto, ao olharmos para o céu. E não tenho dúvidas, pela experiência de vida e no trato com os animais, que nos veremos um dia novamente. E no momento desse reencontro triunfante, lhe darei mais um beijo em seu focinho.

Por fim, Luna, pude entender a dor que seus amigos passaram por sua despedida momentânea, e, resolvi contar aqui as palavras proferidas por quem mais conviveu com você, seu grande amigo, Dr. Ozório. Assim ele se manifestara:

"Temos afeição por cães porque eles são atenciosos e nos dão amor. Companheiros, eles dividem conosco as alegrias e tristezas. De uma maneira desinteressada, eles têm com o ser humano uma parceria sem limites; sabem das nossas rotinas, adivinham os nossos pensamentos e sentimentos. Tudo isso tão somente pela amizade incondicional.

Luna, do latim, quer dizer lua ou "cheia de clareza". Esse foi o significado real da nossa querida labradora retriever. Depois de quase quatorze anos de vida intensa, ela não existe mais. Foi para o céu dos bichos. Neste período nos trouxe muita luz, com o seu sorriso permanente e a sua alegria sincera. Extrovertida, afável e inteligente, ela amava as crianças e respeitava todas as pessoas. Com infinita lealdade e amor, ela despediu-se de nós vagarosamente, de velhice. Praticamente "beladormeceu", como diria Guimarães Rosa. Agora a nossa Luninha não é mais lua; virou estrela, e iluminará para sempre as nossas vidas!".

 

 

Nota: Luna faleceu no dia 26 de julho de 2016, uma terça feira do inverno brasileiro, às 16.00 horas, em sua casa em Taubaté, sendo sepultada no mesmo dia no Sítio Camarinha, em São Luiz do Paraitinga. Repousa sob a copa frondosa de um lindo Manacá da Serra, cujas flores, roxas e brancas, simbolizam sua saudade e a paz em que sempre soube viver e oferecer.

 

PROFº GILBERTO DA COSTA FERREIRA - HISTORIADOR, PESQUISADOR E ESCRITOR. COORDENADOR TÉCNICO DO MEMORIAL GENERAL JÚLIO MARCONDES SALGADO.

 

cfgilberto@yahoo.com.br

Compartilhar essa informação:
Deixe um comentário:
Título:
Comentário:
Nome: E-mail:
 
Lembranças | 28/01/2017
Bela homenagem Ozório. Que permaneçam as boas lembranças dessa adorável companheira. Abraço.
João Paulo Faustinoni e Silva

Carinho | 28/01/2017
Que linda sua despedida! Esses seres merecem todo nosso carinho. Afinal, durante anos são nossos companheiros incondicionais!
Rosana de Abreu Guaitoli

Tristeza | 28/01/2017
Sentimos como vocês a partida desta fiel amiga. Triste momento!
Simone Salgado

Saudades eternas | 28/01/2017
Gilberto Da Costa Ferreira “As Sagradas Escrituras nos ensinam que todas as coisas foram criadas pela mente e pelo coração de Deus. O céu está aberto a todas as criaturas, e lá serão investidas pela alegria e amor de Deus, sem limites”. (Papa Francisco). Assim, Luna querida, o Papa Francisco manifestou-se quando perguntado se animais teriam alma. Convivemos durante alguns anos, e fiz o melhor que podia para deixá-la mais cheirosa, charmosa e mais bonita. Tudo tem um dia, e hoje não temos mais você para nosso convívio. Que pena! E quando sua lembrança vem de encontro à minha lembrança, conduzo-a num grande abraço fraterno de encontro ao meu coração. A isto, chamo de saudade. Até um dia, Luna!
Gilberto da Costa Ferreira

Adoção por um anjo de patas | 28/01/2017
Lindas palavras. Com certeza, a Luna cumpriu seu objetivo. Vocês não a adotaram. Ela é que os adotou.
Antonio Carlos Chaves

A partida | 28/01/2017
Meus sentimentos. Eu sou amante incondicional desses bichinhos, sei perfeitamente a lacuna que deixam quando partem. Sinto muito!
Telma Aparecida Andrade Oliveira

Céu de estrelas | 28/01/2017
Que pena! Eu sinto tanto! Sei o quanto esses anjos peludos são importantes em nossas vidas. São mais presentes do que a maioria dos humanos com os quais convivemos. Ela era muito linda! Era visível como era amiga e carinhosa. O céu hoje com certeza estará mais iluminado!
Rosângela Serafim

Ausência | 28/01/2017
Sinto pela partida da Luna. Imagino quanta felicidade ela proporcionou à sua família. Muita luz para superar a ausência dela.
Nereide Manginelli Lamas

Esperança | 28/01/2017
Que Deus conforte o coração de todos. Luna, certamente, ainda voltará para alegrar novos amigos e parceiros, abraço!
José Roberto Corrêa

Lacuna! | 28/01/2017
Remover Querido amigo. Sei o quanto isso é doloroso. Passei há pouco tempo. Nosso Bianco virou estrela e deixou uma lacuna imensa na nossa vida. Mas a alegria que eles nos proporcionam é bem maior. Fraterno abraço.
José Carlos Cosenzo

Um refúgio de amor | 28/01/2017
Não há alimento, carinho ou abrigo que retribua o que eles nos dão. O rabinho girando (característica da raça), embora contagiante, não serve para identificar o quão amorosos e carinhosos são os lavradores quando bem cuidados. Ainda tenho os meus, e deles cuido da mesma maneira como pretendo cuidar do filho que espero. O amor que deles vem é gratuito, sincero e inacabável. Quando chego, por exemplo, de uma audiência braba, ou mesmo de um Júri, meu refúgio é ao lado deles. Bastam uma meia dúzia de lambidas na face para minhas energias se renovarem. Triste, chefe, mas outras alegrias virão, com certeza!
Carlos Roberto Marangon

Lugar sagrado para os anjos de patas | 28/01/2017
Que bela homenagem, caríssimo Ozório! Pessoas de coração grande é que conseguem fazer essa leitura que você fez. Quando um bichinho desses morre é dolorido para os que conviveram com ele. Quando vereador requeri que Taubaté viesse a ter um cemitério municipal para animais. Desejo que um dia tenha. Abraços.
Ângelo Filippini

Amada por todos | 28/01/2017
Meus sentimentos. É um membro da família que parte. Mas, tenho certeza que partiu feliz por ter sido amada por vocês.
Leandro Goulart

Palavras sábias | 28/01/2017
Sempre assim! Nossos amores, nossos companheiros.
Terezinha Matos

Anjos de quatro patas | 28/01/2017
Saudades eternas é o que fica desses anjos de patas, em nossas vidas.
Selma Gomes

Saudade | 28/01/2017
A perda é mesmo algo muito difícil de aceitarmos. Ainda mais quando afeta uma relação de reconhecimento, gratidão, carinho e amor. Deixa o tempo amenizar esta saudade e aliviar um pouquinho o coração.
Fátima Fernandes

Especial | 28/01/2017
Ela era muito especial! Vou sentir saudades. Triste.
Lucas Cursino

Estrelas que amam | 28/01/2017
Que linda mensagem! Uma pessoa com sua grandeza fica ainda maior com esse sentimento genuíno pelos animais, nossos grandes e fiéis amigos. Sinto muito e também acredito que virem estrelas e que iluminem aqueles que amam.
Ângela Sampaio Tavares

Companheira fiel | 28/01/2017
Muito triste! Nos apegamos nesses companheiros fiéis e quando viram estrelas, sofremos muito.😥
Flávia Cristina

Muito triste | 28/01/2017
A Luninha, como dizia a Flor, hoje foi para o céu e de lá estará olhando por vocês. Muito triste a perda da Luna.
Luiz Fernando Corrêa Silva

Destino certo | 28/01/2017
Está nos braços de São Francisco!
José Freire Carvalho Santos

Ponte do Arco Íris | 28/01/2017
Ela deve estar cruzando a Ponte do Arco Íris. Mais uma estrelinha no incrível céu dos animais, mais sábios, inteligentes, amorosos e gratos do que muito humano. Que Deus os conforte. Perder um cão tão amado é muito próximo de perder um ente querido. Uma mensagem linda de um homem que soube apreciar e agradecer a convivência com tão abençoado ser!
Lu Sanches

Céu dos bichos | 28/01/2017
Linda a Luna, Ozório. Que ela continue feliz no céu dos bichos. Bela homenagem. Sinto muito a perda.
Fernanda Dolce

Felicidade | 28/01/2017
Nem posso imaginar quando minhas filhotinas gatas se forem... Parabéns por ter feito da Luna um ser feliz! Certamente os amamos e somos por eles amados.
Cláudia Berry El-Kadre

Amor sem limites | 28/01/2017
Amor incondicional! Sinto muito.
Rosely Maria Borges Gomes

Uma estrela. | 28/01/2017
Um amor de cão! E a idosa se foi, para virar agora, uma estrela!
Jéssica Alves

Sentimento. | 28/01/2017
Somente quem ama os animais é que entende esse sentimento!
Érica Montezani

Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 - Proibida reprodução sem autorização
Desenvolvido por Fábrica5