Visitas do site:
Contador de visitas
Ligue o som do seu computador
BENEDITO MONTEIRO
   

                                                                                   

UM CENTENÁRIO DE AMOR À PÁTRIA.

                   

Benedito Monteiro nasceu em Guaratinguetá/SP, aos 30 de agosto de 1914, sendo filho de Benedito Monteiro e Benedita Arsênia Monteiro. Nasceu em um povoado de nome Soaradas, na margem esquerda do Rio Paraíba do Sul, bem próximo à Serra da Mantiqueira. Ficou órfão de pai com a tenra idade de um ano e dois meses, tendo sua mãe, após três anos de viuvez casando-se novamente. Sua infância transcorreu como as das crianças daquela época, com muitas brincadeiras, mas, acima de tudo com muito respeito e obediência. Em Pindamonhangaba, cidade para onde sua família havia se mudado em 1922, começou a trabalhar dois anos depois, primeiro, em uma sorveteria e após, em uma pequena fabriqueta de fogos de artifícios, logo aprendendo o ofício de pirotecnista. 

Em 1930, após breve estada em São Paulo em companhia de tradicional família de Pindamonhangaba, retorna a esta cidade e, em 1931, apresenta-se como voluntário no 5º Regimento de Infantaria, entretanto, por não ter ainda 18 anos, não é aceito. Todavia, seu destino estava mesmo direcionado para o militarismo, apesar das ponderações contrárias de sua mãe. Em outubro desse mesmo ano segue para Lorena e, com autorização de sua mãe, é aceito e incorporado ao Regimento de Infantaria de Lorena. Por ironia do destino, esse Regimento vem a transferir vários soldados para o Quartel de Pindamonhangaba. Cumprindo com denodo sua participação frente à Revolução Constitucionalista de 1932, ocorre sua baixa do Exército Brasileiro em 1º de abril de 1935. Com raízes no militarismo, Benedito Monteiro ingressa na Força Pública do Estado de São Paulo aos 17 de janeiro de 1936, mais precisamente no 5º Batalhão de Caçadores, atual 5º BPM/I. Músico de primeiríssima linha, de imediato dedicou suas artes na Banda Regimental da Força Pública em 1939, como saxofonista. Galgou todas as graduações militares, e mais tarde, em 1953, como 2º Sargento e como grande destaque em sua brilhante carreira de policial militar, participou do triste episódio quando do "Levante da Ilha Anchieta", ocasião em que lhe coube comandar um grupo de captura aos fugitivos daquela rebelião, obtendo sucesso em sua difícil e árdua missão ao lograr recapturar muitos dos fugitivos.

Em 08 de maio de 1959, com as promoções a que fez jus, passou para a inatividade, atingindo o Oficialato no  posto de Capitão da Reserva PM, posto este que ostenta até a presente data. Um fato que marca seu cotidiano é a maneira pela qual enfatiza, de maneira sistemática e em todos os momentos de sua vida, a paixão pela sua família e gerações, pela Polícia Militar, pelas artes e por todos que lhe são queridos. Na vida civil e artística, é conhecido como Bê Monteiro demonstrando dons que são sobejamente conhecidos. É escritor, com a publicação de seus livros “Ecos do Passado”, em alusão ao seu berço natal, o bairro de Potim, outrora pertencente a Guaratinguetá e hoje, cidade de Potim, bem como "A Farda & a Partitura", cuja obra descreve sobre sua vida e sua formação militar. É artesão, sendo considerado pela mídia como um excepcional artista, tendo como especialidade as miniaturas de madeira, como monjolos, carros de bois, etc. É violonista, com formação pela Escola Canadian Post, bem como pela conceituadíssima Escola de Música e Artes Plásticas Fêgo Camargo, em Taubaté, onde tempos depois, assumiria a Cadeira do Curso Livre para Violão. Como violonista atingiu o ápice da glória como músico reconhecido, ao lançar seu primeiro CD “Bê Monteiro e seus amigos” no ano de 2000, onde expressa todo seu conhecimento instrumental ao interpretar canções belíssimas como “Abismo de Rosas”, “Som de Carrilhões”, dentre outras. Como poeta maravilhoso que é, integra com muita honradez o quadro de "Imortais" da Academia de Letras de Taubaté.

 

 
 
PROFº GILBERTO DA COSTA FERREIRA - HISTORIADOR, PESQUISADOR E ESCRITOR. COORDENADOR TÉCNICO DO MEMORIAL GENERAL JÚLIO MARCONDES SALGADO.
cfgilberto@yahoo.com.br
Compartilhar essa informação:
Deixe um comentário:
Título:
Comentário:
Nome: E-mail:
 
Seja o primeiro a comentar!
Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 - Proibida reprodução sem autorização
Desenvolvido por Fábrica5